Cultura Yiddish e Askenazi, por Yaakov Gladstone – um Musical muito especial

  |   Institucional, Personalidades, Português

Chegou à Ohel Jacob a querida notícia sobre o último evento organizado por este nosso generoso amigo de longa data,  Yaakov Gladstone (Ler Ohel Jacob e os B’nei Anussim | Renovação e Futuro). No passado dia 20 de Outubro, Yaakov organizou um espectáculo musical sobre a cultura Askenazi, salientando os 1000 anos do Yiddish – o idioma Germânico medieval com influências Hebraicas, Aramaicas e de diversos idiomas Eslavos, hoje em dia ainda usado por cerca de três milhões de pessoas, na sua maioria judeus de origem Askenazi.

 

O espectáculo decorreu em Toronto, na sua actual residência sénior – Terraces of Baycrest – Wagman/Terraces Assembly Hall, envolvendo música, folclore, literatura, teatro e contos Yiddish – uma peça de Sholom Aleichem “Dos Messerl (The Penknife)” adaptada e dirigida por Yankle Gladstone, com Shirley Kumov, Anne Burke, Sophie Krausz, Leonard Steinberg, Norman Slatt e Naomi Bell no elenco; actuação da Banda “The Darchei Noam Klezmer“, e ainda o espectáculo de coro, com a Direcção de Yankle Gladstone e os seguintes elementos: Naomi Bell (solista e pianista), Matilda Bigio, Anne Shechtman, Sylvia Soicher, Sophie Krausz, Miriam Schott, Leonard Steinberg, Dr. Ted Feldman, Sylvia Stipelman (solista), Peter Rosta, Celia Mink (solista), Clara Buckley, Gustava Weiner, Joli Chester, Lea Nadler, Fela Shwemer, Mayna Slatt, Norman Slatt, Eddie Greenbaum, Magda Verdara, Llona Gabnai, Kitty Cohen, Ike Cohen, Anne Burke, Ethel Segal, Freda Ginsberg, Sarah Tessis, Katie Kline, Shirley Kumov, Elizabeth Friedman.

 

Yaakov Gladstone foi fundador da Hatzaad Harishon (1960) e membro da The Society for Crypto-Judaic Studies – SCJS. Conhecido pelo seu notável trabalho ao nível da diversidade Judaica, aproximando não apenas judeus de ritos diferentes, mas judeus de raça negra e judeus de raça branca, Gladstone tornou-se também membro activo da Ladina, uma organização dedicada à memória de Marranos judeus portugueses, e desenvolveu vários outros programas de assistência a judeus de Uganda, Gana e muitos outros.

 

Homem sem idade, continua extraordinariamente activo, constituindo uma lição de vida cheia de energia para nós.

 

Fotos – cortesia da família de Yaakov

 

 

Ohel Jacob
Sinagoga de rito Progressista, única askenazi em Portugal, fundada em 1934. Membro Afiliado da EUPJ/WUPJ (European Union Of Progressive Judaism / World Union Of Progressive Judaism) desde Abril de 2016.