Institucional

  |   Institucional, Português, História

Ohel Jacob e os B'nei Anussim

A Sinagoga Ohel Jacob (“Tenda de Jacob”) foi fundada em 1934 por um pequeno grupo judeu de origem askenazi, vindo da Europa Central, que começou por se reunir nas instalações da já então estabelecida Hehaber – Associação de Juventude Israelita –, instituição de cariz sionista, que havia sido criada por jovens israelitas, em Lisboa, em 1925. Este grupo de judeus, na maioria polacos, viria a desempenhar um papel notável na dinamização deste espaço religioso, uma sinagoga singular, caracterizada pela sua abertura ao exterior, tolerância e compreensão para com judeus de todas as origens, em especial a integração dos descendentes de marranos – ou b’nei anussim –, esses filhos dos “forçados” em busca das suas raízes e identidade judaicas. Mas para melhor se entender o carácter extraordinário desta iniciativa, há que, ainda que resumidamente, expor o contexto e antecedentes históricos relacionados, com destaque para a origem destes anussim em Portugal.

 

Ler Mais

A formação da identidade visual da Hehaver/Ohel Jacob parte actualmente da fusão entre os primeiros elementos gráficos criados pelos fundadores e membros envolvidos às épocas, visando a preservação das suas raízes gráficas como aspecto não apenas simbólico e visual, mas psicológico, afectivo, ético e espiritual. > Consulte Manual de Normas Gráficas e Memória Descritiva AQUI

Hehaver – Associação da Juventude Israelita, constituída por escritura de 26 de Outubro de 1999, que corresponde a 16 de Cheshevan de 5760 da era judaica, no Diário da Républica III série, nº 296 de 22.12.1999. > Consulte os seus Estatutos AQUI | Visitas guiadas, participação em serviços e festividades por marcação prévia – informe-se do regulamento > Contacte-nos
Ohel Jacob
Sinagoga de rito Progressista, única askenazi em Portugal, fundada em 1934. Membro Afiliado da EUPJ/WUPJ (European Union Of Progressive Judaism / World Union Of Progressive Judaism) desde Abril de 2016.