Rosh Chodesh (ראש חודש ) – Lua Nova

  |   Português, Judaísmo

Hoje não é apenas o dia 1 de Dezembro, mas também o dia 1 do mês judeu Kislev. O primeiro dia de um mês é chamado Rosh Chodesh . Esta palavra quer dizer: cabeça (início) do mês.

 

Há uma antiga lenda (um midrash) que diz que por causa do facto de que a Torá usou apenas formas masculinas na história do bezerro de ouro, obviamente as mulheres não estavam envolvidas neste pecado e, portanto, Deus deu às mulheres um presente, como Festival especial – Rosh Chodesh.

 

O interessante é que, sim, Rosh Chodesh foi uma festa muito importante no tempo do Templo, mas depois a destruição do mesmo – e no tempo desse midrash – ele perdeu o seu valor e hoje é marcado apenas por algumas tradições especiais na liturgia do serviço (existe o Hallel, uma Amidá especial e leituras especiais da Torá). Mas normalmente acontece num dia da semana – como hoje – e por isso, muitas sinagogas já quase não celebram um serviço de Rosh Chodesh.

 

Mas hoje em dia, o grupo Women of the Wall (fundada em 1988) trouxe o Rosh Chodesh de volta para ser um dia de mulheres e tentam celebrar serviços de Rosh Chodesh no Kotel em Jerusalém. Foi em parte graças a este grupo que muitas pessoas também fora do estado de Israel começaram a repensar o papel das mulheres no judaísmo e especialmente na liturgia. Em Israel, esta é uma batalha de um grupo pequeno com muita coragem, no qual se incluem membros da nossa congregação activamente envolvidos – que tentam pacificamente lutar pela justiça no judaísmo. No mês passado, conseguiram pela primeira vez levar rolos da Torá para ter um serviço de Torá normal. Geralmente, ocorrem ataques por aqueles que não querem que as mulheres tenham um papel activo na liturgia. Sendo algo normal no judaísmo progressista há quase 100 anos, é para nós de facto muito estranho ver situações em que metade da humanidade é excluída. Felizmente, experimentamos actualmente uma mudança lenta de outros grupos no judaísmo em função da igualdade de homens e mulheres.

 

Em muitos países, tanto nas sinagogas ortodoxas quanto nas sinagogas progressistas, há “grupos de Rosh Chodesh”. Estes são grupos de estudo de mulheres. As mulheres reúnem-se para estudar um tema relacionado ao mês ou para ter debates sobre temas que são relevantes hoje em dia.

 

Resta-nos desejar-lhe um bom mês! Rosh Chodesh tov para todos! 🙂

 

 

Annette Boeckler
Dr.ª Annette Mirjam Böckler é professora de Liturgia Judaica e Bíblica na Universidade Leo Baeck, em Londres, onde é também Bibliotecária. Escritora e tradutora em matérias Judaicas (sendo a tradutora do Seder haTefillot - o primeiro livro de Orações liberal após o Shoah na Alemanha), tem desenvolvido a tradução da edição alemã dos comentários da Torah de W. Gunther Plaut.